segunda-feira, 1 de janeiro de 2018

CRÔNICA DO DIA: ANO NOVO!

Esta semana ouvi muitas pessoas falando sobre ciclos que terminam e outros que se iniciam. Disseram que os seres humanos têm necessidade de estabelecer esses ciclos, uma espécie de parada para reavaliações e tentativas de recomeços.
Refleti.
De fato, algumas datas assumem essa importância e esse papel. As festas de fim de ano são os maiores exemplos dessas tentativas de mudanças.
Para uns é momento de tristeza pelos entes queridos que já partiram. Para outros é momento de fazer alguma coisa, por menor que seja, para o próximo. Para outros é pura festa. Seja qual for a motivação da sua "festa" nessas datas, ela sempre parece encerrar um ciclo para ceder lugar a outro. Mesmo que o dia seguinte nasça exatamente igual aos outros. (Aliás, hoje está um dia belíssimo de sol do nosso caliente verão carioca).
Nessas mudanças de ciclo costumamos pedir ou agradecer por muitas coisas. Entre os pedidos pululam os desejos de fartura e bem estar, saúde e amor, prosperidade e riqueza. Entre os agradecimentos... Ah, esses também são variados. Saúde restabelecida, proteção do alto, sucesso almejado e alcançado, amores bem sucedidos, ou simplesmente, um agradecimento a vida e a oportunidade de abrir os olhos mais uma vez.
Bem, pensando nesse ciclo que se inicia hoje, fiquei refletindo o que poderia desejar de diferente aos meus queridos amigos e ao mundo em que habito... Tantas coisas... E, ao mesmo tempo, talvez, apenas uma... Ou mais...
Que saibamos aproveitar cada minuto de vida!
Não estou falando de festas e prazeres efêmeros. Não. Desejo que cada um de nós aproveite cada minuto da melhor forma e em benefício de si próprio e de todos que nos cercam. Da maneira que puder, da maneira que vier, da maneira que der. Sem extravagâncias ou estardalhaço. Sem se importar com o que digam de nós ou de nossas atitudes, tantas vezes incompreendidas ou mal interpretadas.

Façamos o bem por onde passarmos, por menor que possa parecer, sigamos em frente! Sejamos fiéis à nossa consciência. Que nenhuma palavra rude nos faça esmorecer ou desistir de praticar boas ações, ou ações que se façam necessárias.
Sigamos em frente com o coração aberto! Que possamos dar o nosso melhor sempre, todos os dias, mesmo que não tenhamos, aparentemente, retorno algum.

Sigamos em frente!
FELIZ ANO NOVO a cada um de vocês! Feliz Novo Ciclo! Feliz 2018!
Um grande e forte abraço a todos!
Fátima Augusta.



2 comentários:

  1. Fatinha, linda reflexão. Em um momento que nossa sociedade vive pela aparência, viver para si e para os seus, me parece essencial para ter um excelente ano.
    Que o seu ano seja lindo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. FELIZ ANO NOVO para você também, Denis Rodrigues!!!

      Excluir